... uma mulher corajosa que admitiu todos os medos, todas as neuroses, todas as inseguranças, toda a parte feia e real que todo mundo quer esconder com chapinhas, peitos falsos, bundas falsas, bebidas, poses, frases de efeito, saltos altos, maquiagem e risadas altas. Ninguém nunca me viu tão nua e transparente como você, ninguém nunca soube do meu medo de nadar em lugares muito profundos, de amar demais, de me perder um pouco de tanto amar, de não ser boa o suficiente.Só ele viu meu corpo de verdade, minha alma de verdade, meu prazer de verdade, meu choro baixinho embaixo da coberta com medo de não ser bonita e inteligente. Só para ele eu me desmontei inteira porque confiei que ele me amaria mesmo eu sendo desfigurada, intensa e verdadeira, como um quadro do Picasso. 
[ Tati Bernandi ]

7 comentários:

Winny Trindade disse...

Obrigada pelo carinho.
Também te sigo.

Abraço meu.

Andressa Tavares Braga disse...

texto lindo!
Tati fabulosa como sempre

Doce História disse...

Há certas coisas, que devemos mostras apenas para algumas pessoas.

Beijinhos

Jão disse...

Acho que ninguem consegue ser um personagem o tempo todo. E nessa hora quando o verdadeiro aparece, traz junto o medo. Ai pouco são os que permanecem ao lado, pouco são os que estedem as mãos e chamam pra caminhar junto.

Beijos

Jéssica Damasceno disse...

Oi,

Tem um selinho pra você no meu blog.

Boa semana!

Bjo bjo

Rennèe disse...

.. é, e nos tornamos tão vulneráveis quando
'baixamos a guarda', nos mostramos por inteira..
pena que nem todo mundo valoriza isto ..

1 beijo lindona...

Zil Mar disse...

Oi...passando para agradecer sua visita e tb a presença no meu cantinho...OBRIGADA!

Lindo demais o texto....

As pessoas são únicas: “ Ninguém é igual a ninguém e ninguém é perfeito”

bjOOO!

Zil

Postar um comentário

Olá,
Obrigada por compartilhar sua opinião.
Volte sempre (: